Bora Estudar?

Pré-Enem Seduc Live: mais de 2 mil visualizações durante a 4ª revisão

Pré-Enem Seduc Live: mais de 2 mil visualizações durante a 4ª revisão

Por Joely Rocha

Realizada neste domingo (04), a 4ª revisão Pré-Enem Seduc Live teve mais de 2 mil visualizações somente no YouTube. Durante quatro horas seguidas, os estudantes acompanharam o conteúdo das disciplinas de Matemática, Linguagens, História e Redação, transmitidas também pelo Canal Educação, Facebook e TV Antares (canal 2.1). 
 
“Temos uma equipe de excelência. A cada revisão, quatro professores trabalham dois ou três conteúdos mais cobrados do Enem. Para cada conteúdo revisado, eles exemplificam com questões dos anos anteriores do Exame, aliando teoria com a prática”, explica o coordenador do Pré-Enem Seduc Live, Wellington Soares.
 
 
A revisão iniciou com a disciplina de Matemática, ministrada pelo professor José Neto. Em sua aula, o professor falou sobre a competência quatro do Enem, que aborda grandezas proporcionais, tanto diretamente como inversamente; bem como a regra de três, simples e composta.
 
Antes do conteúdo, José Neto fez um “raio x” dos principais assuntos que caíram no Enem, de 2009 a 2020. “Precisamos estudar todo o conteúdo, mas é importante também focar nos principais. Em 11 anos, os assuntos mais cobrados foram Geometria, em primeiro lugar, com 22,5%; Escala, razão e proporção, com 14,2%; e Aritmética, com 11,8%”, informou.
 
 
Educação Física foi a segunda disciplina trabalhada na revisão. A Professora Geórgia Soares falou sobre saúde, lutas e jogos – incluindo os eletrônicos -, assuntos abordados no Enem, nos últimos dez anos. O conteúdo faz parte da Habilidade H10, que tem o objetivo de reconhecer a necessidade de transformação de hábitos corporais em função das necessidades sinestésicas.
 
“Por mais que achem que são conteúdos simples, os estudantes não podem subestimar e acabar perdendo oito questões, simplesmente por displicência. Oito questões fazem muita diferença no resultado. Ano passado tivemos muito sucesso e nós queremos repetir neste ano”, afirmou.
 
O Professor Victor Marcelo ministrou a disciplina de História, com o tema “Período Entreguerras: a expansão econômica dos Estados Unidos e a Ascensão dos Regimes Totalitários de Extrema Direita na Europa”. Para ele, “são assuntos estrategicamente importantes, não só por cair bastante no Enem, mas também para entendermos as intempéries do Século XX”.
 
A transmissão contou com quadros já conhecidos pelos alunos que vêm acompanhando as revisões, como o Bora Papear, mediado por Hildalene Pinheiro e Viviane Carvalhedo, no qual os alunos puderam tirar dúvidas com os professores assim que terminaram suas aulas. No quadro Ler para escrever melhor houve o sorteio de 10 exemplares do livro “Os Pés descalços de Ava Gardner”, do escritor piauiense J. L. Rocha do Nascimento. 
 
No Bora Louvar, o cantor Gilberto Gil e a Delegada piauiense, Eugênia Villa foram os homenageados. Já no quadro Bora Ler, “Seus trinta melhores contos”, de Machado de Assis, foi a obra indicada. “O Pagador de Promessas” foi a produção sugerida no Bora Ver Filme. Durante o quadro Seduc tá ON, o assunto abordado foi o empreendedorismo dos alunos da Universidade Aberta do Piauí (UAPI) na prática.
 
 
Felipe Lopes fez um passo a passo de como fazer a inscrição no Exame, no Quadro Fala Consultor. “São passos bem simples. As inscrições seguem até o dia 14 de julho e o pagamento deve ser feito até 19 de julho. É importante que anotem o e-mail e a senha de acesso para que não seja necessário recuperar depois”, disse. O consultor destacou ainda o “Plantão Enem”, novo projeto da Seduc criado para tirar dúvidas e sanar problemas em relação ao Exame.
 
Encerrando a manhã de preparação, os estudantes aprenderam ainda como elaborar proposta de intervenção para o Enem, durante a aula de Redação. De acordo com o Professor Ageu Júnior, na conclusão da Redação o aluno deve retomar toda a discussão feita no desenvolvimento, resolvendo o problema e sinalizando para o corretor uma possível solução. “Uma boa conclusão deve mostrar que o candidato é um cidadão crítico, antenado e atualizado”, disse.